Policiais Militares prenderam na manhã desta terça-feira (12), em Cabreúva, um homem de 30 anos acusado de furto de celular. Outro detido, de 53 anos, foi autuado por receptação do aparelho.




De acordo com a PM, o receptador é dono de uma loja de celulares e de uma extensa ficha criminal, já tendo respondido por delitos de receptação (cinco vezes) e estelionato (três vezes), além de furto, roubo, lesão corporal, crime ambiental e por disparar uma arma contra policiais.

A ação que deteve os dois homens teve início após informação do Copom (Centro de Operações da Polícia Militar) às viaturas sobre um furto de celular em uma empresa na rua Itália, no bairro do Jacaré.
No local, os militares apuraram que o ladrão já havia fugido, mas conseguiram localizá-lo algum tempo depois, com base nas características físicas e roupas que ele usava passadas por testemunhas.




Ao ser detido, o acusado confessou o crime e informou que já havia vendido o aparelho furtado, indicando uma loja na rua Mato Grosso do Sul como de propriedade do receptador.

Tal pessoa também foi encontrada e recebeu voz de prisão após o aparelho ser encontrado em seu poder, sendo os dois homens levados à delegacia local para serem autuados em flagrante.

Enquanto o autor do furto teve fiança arbitrada, conforme determina a lei, o dono da loja não teve a mesma sorte, já que foi autuado por receptação qualificada (comerciante que compra produto sabendo se tratar de origem de crime).




No entanto, ambos acabaram recolhidos no Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista, uma vez que o autor do furto não dispunha de valores para ser liberado.