A partir de abril do ano que vem algumas infrações de trânsito não serão mais sujeitas à pontuação na CNH (Carteira Nacional de Habilitação). É importante destacar que a violação das regras continuará gerando multa para o infrator.




As inflações que deixarão de somar pontos na CNH

– todas aquelas que forem praticadas por passageiros de transporte rodoviário;

– infrações autossuspensivas (aquelas que preveem a suspensão da CNH como penalidade);

– quando as placas do veículo estiverem em desacordo com o CONTRAN (art. 221, do CTB);




– por conduzir veículo com cor ou característica alterada (art. 230, VII, do CTB);

– por conduzir veículo de carga com falta de inscrição da tara e demais inscrições previstas no CTB (art. 230, XXI, do CTB);

– por dirigir sem os documentos de porte obrigatório – que são a CNH e o CRLV (art. 232, do CTB);

– por deixar de registrar o veículo no prazo de 30 dias (art. 233, do CTB);

– infração por deixar de dar baixa no registro de veículo que deu perda total, e seja irrecuperável ou definitivamente desmontado (art. 240, do CTB);

– infração por deixar de atualizar o cadastro de registro do veículo ou da sua habilitação (art. 241, do CTB)