A mulher de 70 anos que sobreviveu aos golpes de marreta e chutes do filho, de 31 anos, foi ouvida pela polícia na segunda-feira (9) e deu detalhes do crime, em Várzea Paulista (SP), no bairro Vila Sequoia. O homem foi preso em flagrante pelo crime.




De acordo com o relato da vítima, na noite do crime, o filho chegou às 21h em casa com uma garrafa de vinho. A vítima informou que avisou sobre ter janta, mas ele não quis e continuou ingerindo bebida alcoólica.

Por volta das 23h, o agressor a acordou e antes da briga perguntou se ela “estava preparada para morrer” e que naquele dia a mataria. Em seguida, o autor pegou um santo em cima da geladeira e jogou na mãe. A vítima tentou correr, mas sofreu o primeiro golpe com a marreta em um dos braços e a segunda na cabeça. A idosa relatou ainda que conseguiu segurar o objeto, mesmo machucada, enquanto sofria chutes.




Em determinado momento, a vítima conseguiu correr até o quintal e ouviu mais ameaças, como que “seria enterrada no quintal com o cachorro”. Na sequência, o homem pegou uma pá e novamente a agrediu.

A idosa ainda contou à polícia que, antes de conseguir pedir ajuda a um vizinho e o resgate ser acionado, teve o corpo coberto por óleo pelo agressor. A mulher afirmou também que nunca houve agressões antes e que o filho fazia uso de drogas e bebidas.

Na noite do crime, o homem foi achado pelos PMs dentro do imóvel e levado até a delegacia, onde foi autuado em flagrante por tentativa de feminicídio. A idosa foi levada uma Unidade de Pronto Atendimento com ferimentos graves. A Justiça determinou medidas protetivas para a vítima.