Os passageiros de Jundiaí (SP) que utilizam a Linha 7 – Rubi da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) estão enfrentando dificuldades durante o trajeto até São Paulo (SP).




Segundo eles, há problemas de infraestrutura nos trens que fazem o percurso da estação de Jundiaí até o Brás. Isso inclui o tempo de espera, as condições de conservação das locomotivas, lotação excessiva, má conservação dos banheiros, entre outros.

Um levantamento feito pela CPTM mostrou que a Linha 7 – Rubi é a que concentra o maior número de reclamações dos passageiros. Antes da pandemia, 35 mil pessoas utilizavam o transporte público, agora são 22 mil.




A companhia informou que já tomou algumas medidas para que os problemas sejam resolvidos. Um deles foi a mudança no ciclo dos trens que saem de Jundiaí e vão até a estação de Francisco Morato (SP).

Para diminuir o tempo de espera, dois dos trens voltam para o Brás e um vai para Jundiaí. Antes, o ciclo era composto por quatro trens, sendo que apenas um ia até a cidade do interior. Com isso, o tempo passou de 24 para cerca de 15 a 17 minutos de espera.