A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil informa que, no período de terça-feira (6) a domingo (11), a sensação de calor intenso persistirá, atingindo-se o pico, entre quinta e sexta-feira (9).




Nas regiões do Vale do Ribeira, Serra da Mantiqueira e Baixada Santista, a sensação térmica será por volta de 35°C. No Litoral Norte, em torno dos 40°C.

Na Região Metropolitana da Capital e regiões de São José dos Campos, Itapeva, Sorocaba, Campinas e Franca, pode variar entre 40 e 45°C.




Nas regiões de Bauru, Araraquara, Marília, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Presidente Prudente, Araçatuba e Barretos, pode a ultrapassar os 45°C.

A Umidade Relativa do Ar atingirá níveis mais críticos, podendo ficar abaixo dos 15%, nas horas mais quentes do dia em grande parte do Estado de São Paulo. Haverá também piora na qualidade do ar, principalmente nos grandes centros urbanos.

Além disso, a soma do calor com a umidade do oceano que entra no continente, à tarde, criará condição para pancadas de chuva isoladas, seguidas por raios e vento, com destaque a partir de quinta-feira (8), quando a aproximação de um sistema meteorológico intensificará as rajadas de vento e criará condições para pancadas de chuva mais fortes, seguidas de intensa atividade elétrica, ventos fortes e queda de granizo, em pontos isolados.




Haverá ainda riscos de transtornos, principalmente devido a ventania, raios e até mesmo granizo. Vale ressaltar que, mesmo assim, as temperaturas permanecerão elevadas.

Recomendações: beber bastante água, não se expor ao sol (nos horários mais quentes), utilizar protetor solar (mesmo na sombra), umidificar os ambientes e deixá-los bem arejados e evitar exercícios físicos ao ar livre. E não se esqueçam de dar água aos animais de estimação e também àqueles abandonados.




Para as autoridades locais, recomenda-se a interrupção de atividades profissionais ao ar livre, nos períodos mais quentes.

Atenção! O risco de queimadas continua elevado, muito cuidado com as situações que possam provocar incêndio em vegetação.

Confira o ALERTA emitido pela Defesa Civil.




Fonte: Defesa Civil