Botas, roupa especial, capacetes equipados com câmeras e materiais específicos para o combate ao fogo. É com frutos de doações que os bombeiros voluntários de Várzea Paulista (SP) trabalham há sete anos. Por isso, eles abriram uma vaquinha online para conseguir comprar um caminhão novo para compor a frota. A meta é arrecadar R$ 100 mil com a campanha.




O presidente do grupamento, Cristiano Vargas, explica que o trabalho realizado pela equipe é totalmente voluntário, ou seja, sem nenhuma remuneração.

“O pessoal é voluntário, não há nenhum tipo de remuneração. Vários materiais vieram de fora do país, de bombeiros de outros países”, conta.




Na sede do Grupamento de Bombeiros Voluntários, o espaço, alguns equipamentos e algumas viaturas são divididos com a Defesa Civil da cidade. Uma caminhonete com capacidade de armazenar mil litros de água é muito utilizada no combate a incêndios.

No entanto, na vaquinha, os bombeiros estão pedindo um veículo com capacidade para armazenar quase cinco mil litros de água, o que vai ajudar ainda mais esse trabalho.

As queimadas na Serra do Mursa no início de setembro trouxeram um alerta. A área desmatada pelo fogo resultou ao equivalente a 350 campos de futebol.




O trabalho intenso seria minimizado com um caminhão igual ao que os bombeiros pretendem comprar, segundo o presidente do grupamento.

“Quando nós chegamos [à Serra do Mursa], o fogo não tinha tomado a proporção que tomou. Ele estava em um local que uns cinco ou seis lances de mangueira poderiam ter contido. Nós teríamos como ter mais recursos para estar alocados também”, explica Cristiano.

Para a bombeira Maria Linares, que faz jornada dupla de trabalho para conseguir se dedicar ao grupamento, ter um caminhão seria um presente não somente para ajudar nessa missão diária, mas também para trazer mais resultados à população.


“Ajudaria muito, estaríamos lidando com 10 mil litros de água e a resposta seria muito mais rápida, então seria de grande utilidade”, diz.

Os interessados em ajudar o grupamento podem entrar em contato através do telefone (11) 96385-3792.