O vazamento de quatro mil litros de aerossol que vazaram de um caminhão que estava no estacionamento de uma empresa, em Campo Limpo Paulista (SP), afetou o Rio Jundiaí e pode prejudicar o abastecimento de água em diferentes bairros de Várzea Paulista (SP), segundo a Sabesp.


O acidente foi registrado nesta terça-feira (29). O produto inflamável estava armazenado em tonéis, que acabaram caindo quando o veículo subiu uma rampa. A substância é composta por 80% de álcool e 20% de água com essência, por isso é altamente inflamável.

Ainda de acordo com a Sabesp, o vazamento foi controlado, mas há resquícios do produto no rio. A Cetesb está monitorando a situação.




A Companhia recomenda aos moradores o uso consciente da água, preservando o armazenamento das caixas d’água dos imóveis. Consumidores com reservatórios internos com capacidade para no mínimo 24h não devem sentir a intermitência.

Os bairros que devem ser afetados, são: Jardim Palmeiras, Jardim Mirante, Jardim Cruz Alta, Jardim Itália I e II, Vila Santa Terezinha, Maria de Fátima, Jardim Buriti, Vila Tupi, Vila Iguaçu, Vila Jerivá, Vila Popular, Jardim Bertioga, Jardim Alessandra e Vila São José.




A assessoria de imprensa da empresa informou que foi um acidente, pois o insumo é recebido da fábrica e estava mal armazenado no caminhão. O produto não é nocivo ao meio ambiente e à saúde das pessoas. Qualquer emergência, a companhia fornece os telefones 195 e 0800 055 0195 aos moradores.

Fonte: G1.