VIA RS NOTÍCIAS – Chegou a nove o número de mortes por afogamento nas praias do litoral de São Paulo durante o feriado prolongado da Independência, que levou milhares de pessoas à região para aproveitar o tempo aberto. Duas pessoas seguem desaparecidas e são procuradas por equipes do Grupamento de Bombeiros Marítimo (GBMar).




Morador de Várzea Paulista está entre às vítimas

Diego Cardoso, foi uma das vítimas de afogamento no Litoral Paulista. Ele morreu no domingo (6) e deixou um filho pequeno. O jovem morava em Várzea Paulista e trabalhava como motoboy. O sepultamento ocorreu na tarde desta segunda-feira (7), no cemitério Memorial Parque da Paz, em Jundiaí.

Na manhã desta terça-feira (8), foi localizado em Praia Grande o corpo de um jovem de 17 anos, morador de São Paulo, que havia desaparecido na cidade vizinha, Mongaguá, na segunda-feira. De acordo com informações dos bombeiros, ele estava com a namorada no mar, na Praia do Centro, quando, por volta das 14h, com a água na altura do ombro, entrou em processo de afogamento. A namorada tentou puxá-lo para o raso, mas não conseguiu. A família já fez o reconhecimento do corpo.




Dois jovens, de 18 e 21 anos, seguem sendo procurados pelos bombeiros em Itanhaém. O mais jovem, da Zona Sul de São Paulo, foi visto entrando no mar com um objeto flutuante, parecido com isopor, no domingo (6). Testemunhas afirmaram ao GBMar que não o viram se afogando, mas o jovem não foi encontrado até o momento.

Na mesma tarde, o outro jovem, de 21 anos, entrou no mar para salvar uma mulher que estaria se afogando na Praia da Gaivota e não foi mais visto. Ele veio de Parellheiros (SP) e não conhecia o local. Além disso, testemunhas afirmam que o jovem tinha ingerido grande quantidade de bebidas alcoólicas antes de entrar no mar.

As operações de buscas foram retomadas na manhã desta terça-feira nos locais onde as vítimas desapareceram.

Afogamentos




De acordo com o Grupamento de Bombeiros Marítimo, foram 541 ocorrências contabilizadas de sábado (5) até esta segunda-feira (7), nas cidades de Santos, São Vicente, Guarujá, Bertioga, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém, Peruíbe, Ilha Comprida, Ubatuba, São Sebastião e Caraguatatuba. Equipes da Polícia Militar registraram imagens de alguns dos resgates feitos com o auxílio do helicóptero Águia.

As nove mortes foram registradas nas cidades de Guarujá (3), Mongaguá (4), Bertioga (1) e Ubatuba (1). Em Guarujá, as vítimas eram três homens, de 24, 27 e 60 anos. Dentre eles, um sargento aposentado, que salvou uma garota de 13 anos na Praia da Enseada.

Em Mongaguá, dois homens, ainda não identificados, se afogaram e também não resistiram. Um terceiro banhista, de 22 anos, havia desaparecido e foi localizado por volta das 23h15 de domingo.




Ainda conforme o GBMar, um banhista de 22 anos sofreu parada cardiorrespiratória na Praia do Itaguaré, em Bertioga. Ele foi reanimado pelos bombeiros e encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, mas acabou morrendo na noite de domingo. Em Ubatuba, a vítima fatal foi um jovem de 25 anos, que se afogou na Praia do Félix.