MATÉRIA G1 – Quase mil pessoas participaram de uma festa que foi interrompida pela Polícia Militar e Guarda Civil Municipal, em Campo Limpo Paulista (SP), contrariando as medidas de combate ao coronavírus.




A imagem enviada à TV TEM mostra a aglomeração de pessoas sem o uso de máscaras de proteção ou cumprindo o distanciamento social, no bairro Gramados de Santa Rita.

A Prefeitura de Campo Limpo Paulista informou ao G1 que a Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal constataram cerca de 100 veículos estacionados na rua e que 900 pessoas estavam em aglomeração na área da piscina e em toda extensão da chácara. De acordo com a prefeitura, não foi possível identificar o responsável pela festa. Porém, o caseiro do local foi encontrado e se comprometeu a desligar o som.




Segundo a prefeitura, também foram feitas autuações de trânsito para os veículos estacionados irregularmente em frente às residências e outras chácaras.

Ainda segundo o órgão, outras medidas administrativas poderão ser tomadas em relação ao proprietário do local e responsável pela festa. Porém, não foi informado ao G1 quais são essas medidas e se ele poderá ser multado. A cidade está na fase amarela do Plano São Paulo de flexibilização e tem mais 1,1 mil casos de Covid-19 e de 60 mortes.

Festa interrompida pela PM

Segundo o relato de moradores, a festa durou todo o domingo (30). Eles afirmaram que as festas no local são frequentes.




Além de promoverem aglomeração dentro da chácara, os participantes costumam ficar reunidos na rua. Um vídeo enviado ao G1 mostrou a aglomeração na rua José Benedito de Lima.

“Tinha umas 500 pessoas ou mais. Eles fecharam o portão da chácara, porque não cabia mais ninguém lá dentro. Começou a chegar muita gente e ficar do lado de fora”, relatou um morador.
A polícia informou que, após receberem orientação, todos os participantes da festa foram embora. Não foi registrado boletim de ocorrência.