O Governo Estadual avançou as regiões de Sorocaba e Jundiaí (SP) para a fase amarela do Plano São Paulo. A informação foi divulgada durante uma coletiva de imprensa, no início da tarde desta sexta-feira (7).




No fim de julho, o governo anunciou mudanças nos critérios necessários para que uma região mudasse da fase laranja para a amarela. Anteriormente, era necessário que o local tivesse uma taxa máxima de ocupação de leitos de UTI de 70%, agora o percentual pode ser de até 75%.

Na fase amarela, fica permitido o funcionamento de serviços essenciais, imobiliárias, concessionárias e escritórios. Comércios, shoppings centers, salões de beleza, bares, restaurantes, academias, parques e atividades culturais com público sentado também podem funcionar, mas com restrições.




Região de Jundiaí

A região de Jundiaí também iniciou o Plano São Paulo na fase laranja, com o comércio não essencial funcionando em horário reduzido. No entanto, regrediu para a fase vermelha no início do mês de julho.

O prefeito de Jundiaí, juntamente com autoridades de outros municípios da região, chegaram a fazer um pedido de desmembramento do Departamento Regional de Saúde (DRS) de Campinas (SP) para o Governo Estadual, mas não houve retorno.


No mandado de segurança, as autoridades alegaram que as cidades da região possuíam condições para avançar na flexibilização, pois os índices de ocupação de leitos eram mais baixos quando comparados aos da cidade de Campinas.

O retorno à fase laranja foi confirmado oficialmente no dia 24 de julho. Além de Jundiaí, Cabreúva, Campo Limpo Paulista, Itatiba, Itupeva, Jarinu e Várzea Paulista (SP) pertencem ao DRS de Campinas.