Após diversos problemas no Hospital Municipal Nossa Senhora Aparecida, relatados por munícipes, Eri Campos protocola representação no Ministério Público (MP).
Eri Campos pede que sejam apurados indícios graves de irregularidades, má-gestão de recursos da área da saúde pela Prefeitura Municipal, perpetuados na cidade de Itupeva, em virtude da pandemia da Sars-CoV-2 (Covid-19).

A decisão foi tomada após munícipes relatarem que na madrugada do dia 20/06/2020, pacientes internados no Hospital Municipal de Itupeva (TODOS COM INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA E SUSPEITA DE COVID-19) tiveram de ser transferidos para o Hospital São Vicente em Jundiaí por faltar oxigênio no Hospital de Itupeva. Estas foram informações preliminares que ainda não foram esclarecidas pela Prefeitura.

Eri Campos questiona: “algo falhou no hospital e a pergunta que se faz é: o que falhou? A falta deste insumo tão vital, ainda mais em meio a uma pandemia cujo maior sintoma é a insuficiência respiratória, teria sido: Por falta de planejamento? Alguém se esqueceu de verificar a capacidade dos cilindros? Por falta de manutenção? Não foi dada a manutenção necessária? Por falta de pagamento? A Organização Social responsável não pagou o fornecedor? Qual o motivo para que tenha faltado oxigênio? Certamente, a culpa não é dos médicos, enfermeiros e equipe do hospital, mas de quem o administra e de quem fiscaliza essa administração!”

Na representação, Eri Campos ainda destaca que desde o mês de abril está declarado no Cadastro
Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) do Ministério da Saúde como “aberto 24 horas”, com 27 leitos e 51 respiradores, o que não corresponde com a realidade.

Outra irregularidade que Eri Campos pede que seja apurada é em relação à quantidade de leitos de UTI, já que os números anunciados pelo Prefeito Marcão Marchi também não correspondem ao que a cidade efetivamente tem. Ele destaca que desde 2018 vem tentando, junto com outros vereadores, instaurar uma Comissão Especial de Inquérito visando auditar e investigar este contrato com a Organização Social APGP com a Prefeitura Municipal de Itupeva, mas teve dificuldade na adesão necessária para conseguir fazer tramitar.




Eri Campos destaca:

“A população de Itupeva não aguenta mais o descaso com a saúde pública. A cidade não pode mais negligenciar vidas humanas, por conta dos descalabros que ocorrem no município”, e finaliza: “São vidas humanas, vidas da população que escolhemos representar, vidas, cujos direitos estão sendo sistematicamente violados, e que tais violações precisam imediatamente cessadas.”

 

Confira histórico de problemas no Hospital de Itupeva e na saúde da cidade:

22/06

FALTA DE OXIGÊNIO NO HOSPITAL DE ITUPEVA PODE SER A CAUSA DA MORTE DE PACIENTE COM COVID19 DE CABREÚVA Denúncias chegam ao Ministério Público.

Posted by Eri Campos on Monday, June 22, 2020

20/06

MADRUGADA DE SÁBADO, HOSPITAL DE ITUPEVA TENTA TRANSFERIR 10 PACIENTES PARA O SÃO VICENTE POR FALTA DE OXIGÊNIO#COMENTE…

Posted by Eri Campos on Saturday, June 20, 2020

15/06

TIRE SUAS CONCLUSÕES E COMENTE SOBRE O HOSPITAL DE CAMPANHA DE ITUPEVA

Posted by Eri Campos on Monday, June 15, 2020

11/06

Cadê o hospital de campanha que no sistema DATASUS aparece como estruturado, em pleno funcionamento e aberto 24H por…

Posted by Eri Campos on Thursday, June 11, 2020

 

09/06

Bom dia Itupevense 🇧🇷Hoje estive no local que seria destinado como hospital de campanha para os infectados pela…

Posted by Eri Campos on Tuesday, June 9, 2020

08/06

#DENÚNCIACONFIRMADA – FISCALIZAÇÃO NO HOSPITAL DE ITUPEVA CONFIRMA DENÚNCIAS DE GESTANTES #COMPARTILHE Pela manhã Eri…

Posted by Eri Campos on Monday, June 8, 2020